ECONOMIA SOLIDÁRIA GALEGA PULA E AVANÇA…

Por

Aconteceu no dia 19 de setembro, na vila de Carballo (Corunha) o 5º Encontro Galego de Economia Solidária, animado pela REAS Galiza.

Cerca de trinta pessoas ligadas a processos locais de economia solidária apesentaram as suas iniciativas e debateram a pertinência da rede de economia solidária ecofeminista na resposta à crise, dando sentido a uma economia diferente, com a vida ao centro, para pessoas.

smart

O encontro iniciou-se com a apresentção de seis projetos de Economia Solidária.

Uma cooperativa de produtores hortícolas (Colectivo Xebre), com seis membros que fazem o cultivo da terra e asseguram o escoamento em diversos prças diária da Galiza, assim como o fornecimento de alguns restaurantes.

O Coletivo “Carabel das Cabras”, sob a forma da Associação para o Cuidado da Terra, defendendo a sustentabilidade social e ambiental e trabalhando para a preservação da vida comunitária e as práticas tradicionais de cuidado da terra, colocando a vida ao centro, na sua tripla dimensão: espiritual, social e comunitária.


Três jovens galegas negociaram uma quinta em 2016 e assumiram a herança dos pastores, fazendo a gestão e maneio de um rebanho caprino e ovino, valorizarando o papel da última mulher pastora da região.

Numa fase inicial, desejam uma atividade agrícola-ganadeira, a dinamização de atividades socio-educativas e a agregação de redes de apoio.

smart

A Cooperativa “Cidadania”, de Santiago trabalha desde 1999 as questões da desigualdade de género, a democracia participativa/defices democráticos Ainda estendem a sua ação através do Projeto Globo, assegurando a solidariedade horizontal com pessoas de outras parte da Terra. Nas escola galegas dinamizam micro-experiências de transformação social.

A Cooperativa “Arbore” é uma cooperativa de consumidores que agrupa mais de 300 famílias de consumo, assegurando a pertinente interação produtor-consumidor. Também dinamizam ferramentas de vendas on line para o consumo solidário.

A Cooperativa “Feitoria Verde” trabalha a área da educação socio-ambiental e economia social, num contexto de participação ativa. Trabalham essencialmente com pessoas do meio rural, consciencializando para o consumo responsável, através de processos lúdicos e educativos, favorecendo uma abordagem eco-feminista e de pensamento crítico.

A “Libreta no books” é uma oficina que assume a criatividade de transformar livros já sem valor de uso ou conhecimento, tranformando-os em blocos únicos, guardando “a personalidade e a vida ” do livro.

A Cooperativa Intercedes está em Ourense e assume a pertinência de converter ideias em projetos viáveis, numa abordagem ao empreendedorismo coletivo de .base solidária. É uma cooperativa de trabalho associado, criada em 2018, como grupo de técnicos multifuncionaisque privilegia uma abordagem poliversal, pluricultural e feminista.

Por fim, a moeda social da Galiza que deseja conectar projetos de economia solidária da Galiza, contribuindo para a sustentabilidade económica e social dos territórios.

Cooperativa Xallas, Crl, está em em Santa Comba, nascida em 1973 para assegurar a recolha de leite dos produtores locais e sua comercialização. Tem princípios de identidade que asseguram a froça da palavra “cooperar”: igualdade, transparência, distribuição de benefícios, acompanhamento, confiança e poder real da assembleia.

Da Corunha, a Cooperativa Zocamiñoca, deseja assegurar um consumo responsável. Foi criada em 2009 e contrapõe alternativas ao consumo dominante de base capitalista, tendo por base um consumo consciente e responsável e a soberania alimentar num contexto de economia solidária.

No 2º tempo, os participantes discutiram as dinâmicas e as expectativas para as redes de economia solidária ecofeminista para afrontar a crise.

Também a Redpes apresentou o seu trabalho para a dinamização da Economia Solidária em Portugal, no quadro de uma parceria com a REAS Galiza.

Para os interessados, deixamos os sites de algumas organizações que estiveram no encontro:

http://www.arbore.org

https://libretasnobooks.com/

https://cidadania.coop/es

https://intercedes.es

http://www.cooperativaxallas.com

https://www.zocaminhoca.org

Deixe um comentário

%d bloggers like this: