Blogue

Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança 2016

RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança

RedPES na 2ª edição do Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança

alt RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança
foto crédito: facebook do IMVF

A RedPES esteve presente na 2ª edição do Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança 2016, que se realizou, em Abrantes nos dias 1, 2 e 3 de Julho, organizado pela Cooperativa Verdeperto.

Estiveram presentes aproximadamente 150 participantes durante os seminários e debates, 40 oradores e ainda 30 expositores na feira social e solidária. Estima-se que a feira terá tido aproximadamente 500 visitantes durante os 3 dias de evento.

alt RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança
foto crédito: facebook do IMVF

Este encontro reafirmou um conjunto de parcerias que foram criadas ao longo de 2 anos entre várias organizações.

A Rede Portuguesa de Economia Solidária (RedPES) estruturou trabalho a vários níveis, nomeadamente, no mapeamento de organizações, mercados e produção de proximidade, e estratégias de trabalho dos grupos operacionais. Nas Finanças Éticas e Solidárias verificou-se o caminho percorrido pelo nosso país vizinho, Espanha, mas também relativamente ao que está a acontecer em Portugal.

alt RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança
foto crédito: facebook do IMVF

A produção e a gestão de energia, um exemplo de que o movimento cooperativo é uma solução com grande potencial em Portugal, reafirmada através de vários exemplos Europeus, como o de Espanha com a Energética, Cooperativa de Valladolid, que esteve representada no encontro.

Deram-se passos muito importantes na construção da rede nacional de AMAP´s (Associação para a Manutenção da Agricultura de Proximidade), estando presentes nas reuniões de trabalho organizações de vários pontos de Portugal (Norte, Centro e Alentejo).

alt RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de Mudança
foto crédito: facebook do IMVF

Com um programa bastante diversificado, abordando questões como a Transição, a Permacultura, a Comunicação, o Turismo, o Associativismo e o Desenvolvimento Local, fizeram com que participantes e organizações percebessem diferentes realidades existentes em território nacional e que existem boas práticas que poderão ser replicadas e que estas são algumas das soluções que muitas das vezes não são noticiadas, e que fazem sentido na construção de modelos alternativos de pensamento e de ação, na nossa sociedade.

alt RedPES no Encontro Cooperativo – Ritmos de MudançaUm especial agradecimento aos parceiros do projecto e co-financiadores, entre eles, a Câmara Municipal de Abrantes, a Fundação Montepio e o Instituto Marquês de Valle Flôr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *