Blogueprevenção de fogos

Projetos da Cooperativa Terra Chã em destaque na TV

Capa do artigo sobre as cabras sapadoras da Terra Chã
Assista aos documentários transmitidos recentemente pela televisão portuguesa relativos a dois dos projetos emblemáticos do nosso membro fundador Cooperativa Terra Chã!

Visualize, aqui, o vídeo relativo à utilização do chícharo na confeção de deliciosos pratos pelas cozinheiras do Restaurante da Cooperativa Terra Chã.

O Chícharo (Lathyrus sativus L.) é uma leguminosa característica dos povos serranos, bastante usada na alimentação humana até aos anos 60 do século XX. Na Serra dos Candeeiros era partilhado na alimentação de pessoas e de animais o que lhe granjeou uma conotação bastante negativa.

A Cooperativa Terra Chã (aldeia de Chãos – Serra dos Candeeiros) nas suas pesquisas de usos e costumes gastronómicos, tomou conhecimento da utilização do chícharo na alimentação, como substituto do grão e do feijão, assim como do seu elevado valor nutritivo.

Fomos ouvindo falar de alguns pratos como a chicharada e a sopa de chícharo e tomámos a decisão de incorporar o Chícharo na ementa do Restaurante Terra Chã.

Depois o saber das nossas cozinheiras soube recriar a Chícharada Serrana, o Bacalhau Assado com Migas de Chícaro e o Bacalhau esfiado com Chícharo. A doçaria também foi experimentada e recomenda-se o excelente pudim de chícharo, a tarte de chícharo e os pitorescos pastéis de chícharo !

Entre, a mesa está posta !

Visualize, aqui, o vídeo relativo à utilização do rebanho de cabras da Terra Chã na sua ação de prevenção de eventuais fogos na sua zona de intervenção.

No passado dia 7 de fevereiro, a Cooperativa Terra Chã recebeu a visita do Secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural com o objetivo de conhecer o trabalho do rebanho de cabras da Cooperativa Terra Chã na prevenção dos fogos rurais.

Efetivamente, este rebanho vem definindo uma faixa de descontinuidade no perímetro da aldeia de Chãos como forma de prevenção de eventuais fogos.

No cimo da Serra dos Candeeiros, o Secretário de Estado observou uma extensa faixa de descontinuidade com 120 metros de largura e que precisa de formas alternativas para a sua manutenção, em vez do habitual corte mecânico.

E é aqui que entram as cabras sapadoras…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *