Associação Africana Norte – Sul para o Desenvolvimento Sustentável de São Tomé e Príncipe é nova associada da RedPES

Por

 A Associação Africana Norte Sul para o Desenvolvimento Sustentável (AANSDS) é uma associação civil, criada em 2015, em São Tomé e Príncipe.  A ligação entre a AANSDS e a RedPES aconteceu a propósito das moedas sociais e da possibilidade da AANSDS visitar algumas associadas portuguesas da RedPES, para a dinamização de parcerias, nomeadamente cooperativas.

Em S. Tomé e Príncipe, a associação tem como missão a promoção da cooperação internacional e o desenvolvimento sustentável, combate a pobreza as desigualdades nas famílias e nas comunidades. 

Privilegia o trabalho em parceria, como estratégia perante os imensos problemas existentes em São Tomé e Príncipe, sejam entidades públicas ou associativas.

Na área da cooperação, tem parceria com o Poder Central e Local. A AANDSDS apoia a comunidade do Distrito de Caue (sul de São Tomé), na promoção turística – visitas guiadas, reabilitação e aproveitamento de edifícios de arquitectura colonial para uso turístico e protecção de património cultural, trabalhos de saneamento de meio, melhoramento de via de acesso à comunidade e na protecção da floresta. Com a Câmara Distrital de Mé-Zóchi (centro de São Tomé) desenvolve trabalho nos domínios da formação profissional, com atribuição de bolsas de estudos aos estudantes e jovens do distrito, no quadro da parceria existente com um centro de formação profissional de Portugal; A associação tem vindo a trabalhar com a Câmara Distrital da Capital (Água Grande) no sentido de oferecer melhores condições aos visitantes e turistas, propondo ideias de melhorias da imagem da cidade. 

A parceria com organizações da sociedade acontece, por exemplo com uma empresa privada de micro crédito, na identificação e elaboração de projectos para as pessoas. 

A nível de outras organizações, nacionais e estrangeiras, a AANDSDS presta serviço de apoio à Organização Nacional dos Pequenos Agricultores de S. Tomé e Príncipe na identificação e elaboração de projectos económicos, de forma a contribuir para o aumento de renda dos pequenos agricultores. Anima, ainda, uma parceria com cinco ONG espanholas nos domínios de formação em conservação e transformação de peixes e produtos agrícolas, assim como nos domínios de construções de casas usando materiais ecológicos, por exemplo: o barro e palha.

Colabora na elaboração de estudos de viabilidade de projectos sociais ou empreendimentos sociais para Cruz Vermelha de São Tomé e Príncipe, na Comissão Nacional da UNESCO, na Federação Nacional dos Pequenos Agricultores de São Tomé e Príncipe-FENAPA-STP e Associação das Mulheres Agricultoras de São Tomé e Príncipe-AMAGRU-STP, aperfeiçoamento os processos de gestão e no exercício de práticas eficazes de comercialização. 

O interesse da AANDSDS por moedas sociais parte da pertinência de fazer circular o dinheiro no seio das comunidades, até como forma de valorizar o comércio local perante a pressão comercial dos grandes centros. Por isso, não precisará de vínculo obrigatório com a moeda nacional, baseando-se na adesão voluntária e na confiança mútua entre os participantes de um grupo circunscrito, por exemplo, a dinamização de redes de produtores e consumidores locais. 

 A AANDSDS tem sede na Rua Cidade de São Tomé, n.º 240, Distrito de Água Grande. Contactos: artp262@hotmail.com; amorenocm@yahoo.com

Presidente da Direção – Arlindo Pereira (foto)

Telefones: +239 9918387/+239 991 47 96 

 

Deixe um comentário

%d bloggers like this: