JORDI ESTIVILL: DA CAIXA DE PANDORA, AO “FUNERAL” DE KEYNES E DE FRIEDMAN ATÉ UM TEMPO DE TRANSFORMAÇÃO

Por

A RedPES publica, no seu blogue, o texto de Jordi Estivill, com o título “Mosaico Internacional de respuestas y alternativas frente a la actual crisis. El papel de la economia social y solidária”.

É uma reflexão pertinente e que desafia as lógicas que se pré-anunciam para o tempo pós-pandemia. Para Estivill, algumas correntes de opinião trabalham para o retorno à normalidade, para que tudo volte a estar como antes; não se questionam os princípios e os processos que que nos conduziram ao “estado a que isto chegou”… E neste voltar às mesmas lógicas, temos os que continuam a defender a tese neo-liberal e os que desejam a omnipresença dos Estados.

Foto Jordi Estivill
Jordi Estivill Pascual

Jordi Estivill analisa as experiências que se construíram durante 2020, a capacidade de invenção e as lógicas de solidariedade de base territorial que responderam às problemáticas que emergiram com a pandemia. Elenca a reflexão de técnicos e especialistas, em uníssono com as experiências do terreno.

Defende a ação coletiva e cooperativa para a transformação social e económica. Rejeita as ameaças que emergem da Caixa de Pandora porque acredita que a célebre caixa das desgraças também poderá esconder a esperança num futuro mais saudável, sustentável e solidário….

Deixe um comentário

%d bloggers like this: